de de

O Estranho Amor

Uma Série escrita  toda segunda aqui no Blog


A história contada  são criadas pela Ariana Barbosa

Capitulo I

Numa aldeia tinha muitas pessoas  antigas com costumes antigos, os princípios era uma lei la na odeia quando chegou uma pessoa estranha. Ele era muito diferente uma pessoa calada que não gostava muito de falar com as pessoas, mais era bonito tinha uma beleza única. estava pegando flores no bosque ele estava sentado no Rio ali sozinho, pensando e bem distante fora do mundo real, cheguei perto dele, ele assustou e caímos no rio, pelo susto, ele todo sem graça  e comecei a rir ele simplesmente ficava sem palavras e me olhava, saímos da água, ele saiu correndo sem falar nada comigo, eu achei estranho como ele faz isso sem motivo que doido.
Cheguei em casa com a lenha para minha mãe fazer o jantar, ela me pergunta
- Mónica você esta toda molhada vai pro banho, vou preparar o jantar, se proteja menina não sabe que pode pegar uma gripe forte.
Mais o medo da minha mãe que perdemos meu pai por causa de uma penamonia era ele que sustentava a casa, era um lenhador, mais ficou doente e se foi nos deixando eu tive que largar a escola para, para cuidar da minha mãe.
Minha mãe recebe do meu pai que ja nos ajudas, pagar as contas, nosso alimento é o que nós plantamos, Mais sem pensar o tempo Passa e as coisas aumenta.

Meu sonho era ser médica mais não podemos é muito caro, gosto de ajudar as pessoas ver elas felizes, somos muito pobrizinhas e quem ajudaria  minha mãe alem de mim..,

Capitulo II

Estava andando na Floresta encontrei o esquisito, pensei não vou falar com ele, se ele quiser ele fala, passei de proposito perto dele, ve se ele fala mais nada, fui pegar a lenha para fazer a comida, ele esta atrás de mim e simplesmente do nada e diz.

- Oi Desculpa me assustei e não controlei
- Assustar não se controla,

Ele andou comigo me ajudar pegar lenha e converçamos ele viaja muito de cidade de lugares e não gosta muito de fazer amizades, por que poderia perdelas. Eu disse a ele.

- Nessa vida tudo perdemos, nunca é para sempre, fazer amizade é como aprender coisas novas e depois ter algo ou alguém para lembrar, algo bom, ou até mesmo Ruim

Ele
- É verdade...

- Então vamos ser amigos
eu toda animada dando a mão para ele, e ele me dando aquele sorriso mudou aquele rosto triste e me respondendo com a mão apertando a minha forte.

- Claro que sim Amiga!

Nasceu uma Amizade,

Continua próximo capitulo

O Estranho Amor
Por Ariana Barbosa


0 comentários:

Postar um comentário

usuários online